Telefone
(14) 9 8230 8888 (WhatsApp)
Matriz
Rua Goias, 1245
Conchas/SP - Brasil.

CONTROLE DE FORMIGAS

As formigas são insetos com alta capacidade de organização e de extrema importância ao ecossistema, porém algumas dezenas delas podem causar desde incômodos até prejuízos financeiros e de saúde em área urbanas e podem ser consideradas pragas difíceis de conter. A presença delas em ambientes sensíveis como hospitais, por exemplo, representa um sério problema, já que podem carregar microrganismos (fungos, bactérias etc.) em seus corpos.

É importante identificar e remover fontes indevidas de alimentos, assim como monitorar e ter atenção à constante limpeza e organização do local, além de bloquear, sempre que possível, locais de possível acesso.

ESPÉCIE DE FORMIGAS

A maioria das formigas vivem em colônias que são mantidas por uma única rainha, enquanto que outras por múltiplas rainhas. Apesar de existirem cerca de 15.000 espécies e subespécies, são relativamente poucas as que costumamos ver como pragas. Apresentamos aqui as mais comuns:

Formiga de fogo (Solenopsis spp) - Também conhecidaas como lava-pés. Tem coloração varia com a espécie, podendo ser amarelada, avermelhada, marrom clara ou escura. Possuem ferrão e injetam veneno que causam alergia localizada, e até choque anafilático em pessoas mais sensíveis. Os ninhos são feitos normalmente em áreas externas onde as vezes são observados murundus de terra solta.

Formiga carpinteira (Camponotus spp) - Também conhecidas como sará-sará ou sarará. Sua coloração pode variar do amarelo ao preto. Possuem um círculo de pelos na extremidade do gáster e apenas um nó na cintura. Expelem ácido fórmico e podem morder quando incomodadas. Constroem seus ninhos em madeira, árvores vivas ou mortas, troncos, tocos, frestas no piso, etc. Em áreas internas podem ser encontrados ninhos satélites (sem a rainha) em peças de madeira e equipamentos eletrônicos, mas também em geladeira, fogão, etc.

Formiga louca (Paratrechina spp) - Também conhecida como formiga cuiabana. A coloração varia do marrom escuro ao negro. As operárias medem de 3 a 4 mm. Apresentam apenas um segmento na cintura e o escapo mede duas vezes a altura da cabeça. Ninhos podem ser encontrados em áreas internas ou externas. Podem formar grandes trilhas longas e largas com as operárias transitando de maneira irregular, como se estivessem "loucas".

Formiga fantasma (Tapinoma melanocephalum) - Sua coloração é mais escura na cabeça e no mesossoma, suas penas e gáster são amareladas. São poligínicas (Detalhe importante!). Apresentam somente um segmento na cintura. As operárias medem em torno de 2 mm. Seus ninhos são mais comuns em áreas internas: frestas, fendas, equipamentos eletrônicos, conduítes e vasos. A dispersão ocorre através da fragmentação de colônias. Preferem alimentos adocicados.

Formiga faraó (Monomorium spp) - Coloração marrom amarelada. Dois segmentos na cintura. Medem aproximadamente 2 mm. Os ninhos normalmente são internos em batente de portas ou janelas, equipamentos eletrônicos, conduítes, frestas, etc. Onívoras mas preferem alimentos ricos em proteínas.

Formiga cabeçuda (Pheidole spp) - Sua coloração varia conforme a espécie, normalmente do marrom escuro ao claro. As soldados apresentam cabeça notadamente maior que as demais operárias. Possuem dois segmentos na cintura. Antena com os últimos 3 segmentos maiores que os demais. Seus ninhos podem ser encontrados em áreas internas ou externas, em frestas no solo, calçadas, paredes, azulejos, equipamentos eletrônicos, etc.

Formiga cortadeira (Acromyrmex spp) - Também conhecida como quenquém. Sua coloração é castanha, mas pode variar mesmo sendo pertencente a mesma espécie e colônia. Não possuem soldados. Apresentam de quatro a cinco espinhos no mesossoma. Os ninhos são feitos no solo, sendo alguns difíceis de serem observados, principalmente se não houver acúmulo de palha ao redor do orifício de saída das operárias. Coletam folhas e outras partes vegetais, transportam para o interior do ninho para cultivar um fungo que servirá de alimento.

Formiga sauva limão (Atta spp) - Também conhecida como cabeça de vidro, mata pasto, saúva parda, formiga cortadeira. De coloração castanha fosca. Os soldados são maiores e com a cabeça bem maior e desproporcional ao corpo. Possuem três pares de espinhos no mesossoma. Os ninhos são feitos no solo e montes de terra solta o que facilita na identificação. Coletam folhas e outras partes vegetais, transportam para o interior do ninho para cultivar um fungo que lhe servirá de alimento. A rainha é conhecida por Tanajura ou Içá, que ao realizar seu voo nupcial, que ocorre geralmente de outubro a dezembro em dias quentes, claros e úmidos, acasala com diversos machos, cai, corta suas asas e começa a formar uma nova colônia.

COMO LIDAR COM FORMIGAS

Se você estiver com problemas com formigas, pode contar com a BCE - Bio Control Extend para lhe ajudar.

Alguns produtos de uso doméstico podem ajudá-lo a acabar com as formigas de jardim, caso se tratem de pequenas infestações. Mas para outras espécies de formigas, ou infestações maiores, entre em contato conosco.

Os nossos técnicos de controle de pragas apresentam métodos de controle de formigas que são direcionados para as espécies identificadas na inspeção. Estes métodos resolvem o problema da forma mais rápida possível e são perfeitamente seguros para a sua família, animais de estimação e frequentadores de seu negócio.


VOLTAR